Defesa do consumidor discute ampliação dos poderes do Procon

A Comissão de Defesa do Consumidor debate nesta quarta-feira (21) o fortalecimento dos Procons. Será discutido o PL 5196/13, do Executivo, que modifica o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90), permitindo aos Procons determinar a aplicação de medidas corretivas, como substituição ou reparo de produto defeituoso, devolução de valores cobrados indevidamente, cumprimento de oferta por parte do fornecedor, entre outras.

O deputado Sérgio Brito, que propôs o debate, destaca que, alpem da proposta que tramita na Câmara, está em discussão no Congresso outros projetos de lei que podem modificar substancialmente o CDC. “No Senado, a Comissão Temporária de Modernização do Código de Defesa do Consumidor discutiu os PLS 281, 282 e 283/12, que propõem alterações no CDC em relação ao comércio eletrônico, às ações coletivas e ao superendividamento”, explica.

Foram convidados:

– a secretária nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, Juliana Pereira da Silva;

– o presidente da Diretoria Executiva Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal Filho;

– o diretor executivo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, Ricardo de Barros Vieira;

– o diretor executivo do Sindicato Nacional de Empresas de Telefonia e de Seviços Móveis Celular e Pessoal (Sinditelebrasil), Eduardo Levy Cardoso Moreira;

– o subprocurador-geral da República – Coordenação da 3ª Câmara de Coordenação e Revisão do MinistérioPúblico Federal, Antonio Carlos Fonseca da Silva;

– o presidente do Fórum Nacional dos Juizados Especiais (Fonaje), Mário Kono de Oliveira;

– a coordenadora da Comissão Nacional de Defesa do Consumidor do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais (Condege), Larissa Davidovich;

– a presidente da Associação Brasileira de Procons, Gisela Simona Viana de Souza; e

– o vice-presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, Leonardo Palhares.

 

Fonte: Câmara dos Deputados Federais